Emuladores


Na metade dos anos 90, o desempenho crescente dos PCs com a chegada do 486 DX-4 e depois Pentium permitiu que os primeiros emuladores de videogame fossem ser escritos. Os primeiros emuladores tinham muitos bugs e emulavam com muitas falhas. Em 1994 o primeiro emulador de Atari 2600 atingiu um bom nivel e iniciou-se uma corrida para emular consoles mais potentes, principalmente o NES, apesar de muitos jogos desses videogames já podiam ser jogados no PC em sua versão comercial portada pelas próprias produtoras. Street Fighter II e Mortal Kombat por exemplo já tinham versões para PC idênticas aos videogames nessa época.

Em 1995 vários protótipos de emuladores NES foram feitos mas eram injogáveis - mas já era possível ouvir o som e músicas dsos jogos o que foi considerado uma grande evolução. A tarefa de emular consoles mais novos era muito difícil pois não se tinha documentação suficiente do hardware o que motivou a muitos a usar engenharia reversa, um ato ilegal mas necessário para progredir. Nesse ano emuladores de Commodore 64, MSX e ZX Spectrum se tornaram funcionais levando muitos jogos dessas plataformas ao PC.

Em 1996 os primeiros emuladores jogáveis de NES surgiram. Começou-se então a difundir ROMs pela Internet. ROMs de Mega Man e Super Mario Bros. 3 eram facilmente encontradas em FTPs. Muitas dessas ROMs era jogos em japonês que nunca foram lançados no Ocidente. Isso propiciou a muita gente jogar esses jogos pela primeira vez.

1997 é o ano chave da emulação de jogos. Pentium já estava difundido com clocks de 200Mhz e instruções MMX que permitiram um grande avanço. Logo no início do ano a Bloodlust lançou o NESticle, um emulador que impressionava pela perfeição em que rodava os jogos, tornando o PC um videogame NES funcional. Iniciou-se uma corrida para emular outros consoles, entre eles o Master System que também nesse ano recebeu um emulador funcional. No meio do ano surgiram os primeiros emuladores protótipos de Super Nintendo, Mega Drive e Neo-Geo. No final do ano a Bloodlust surpreendeu mais uma vez lançando o Genecyst um emulador perfeito de Mega Drive mas que exigia uma boa máquina para rodar. No final do ano ainda surgiram projetos de emular os fliperamas através do MAME - era promissor pois os fliperamas custavam dinheiro para jogar tornando a emulação uma grande economia além de um sonho para muitos ter uma máquina dessas em casa - mas apenas alguns poucos jogos eram emulados no início.

Em 1998 os emuladores se consolidaram. Emuladores de Super Nintendo como Snes9x e ZSNES atingiram um nivel muito próximo de perfeição com 90% dos jogos perfeitamente jogáveis. Nesse ano os emuladores de fliperama progrediram muito com grandes clássicos emulados como Final Fight (Callus), Shinobi (System16) e Art of Fighting (RAGE). A emulação de Neo-Geo precisava de 32 MB de RAM e impressionou muita gente.

O tempo passava e no final de 1999 a maioria dos jogos 8 bits e 16 bits eram emulados com perfeição incluindo o Neo-Geo onde era possível jogar o fliperama The King of Fighters 99 no PC no mesmo em que foi lançado e sem gastar com fichas. Isso começou a incomodar muitas produtoras de jogos que começaram a mover processos contra os programadores. Nesse ano também surgiu na Internet o primeiro emulador comercial, o VGS que permitia jogar PlayStation nos Macintoshs mais atuais. O emulador foi portado para PC e provou que emular sistemas atuais como PlayStation, Sega Saturn e Nintendo 64 era possível. A empresa foi processada pela Sony e fechou as portas mas muitos emuladores alternativos surgiram progredindo gradativamente ao longo dos anos 2000 e 2001. Em 2002 ja era possível jogar não só a maioria dos jogos de PSX e N64 no PC bem como muitos feliperamas em 3D. Muitos videogames antigos e pouco conhecidos também começaram a ser emulados, como 3DO, Jaguar, PC Engine, Neo-Geo CD. Com o destravamento do Xbox dezenas desses emuladores foram portados para o console por ter uma arquitetura muito similar ao PC. Isso propiciava emular os jogos com o mesmo visual original das TVs entrelaçadas criando um feeling real de jogar outro videogame.

Em 2003 já se questionava se era possível emular o Dreamcast. Era um grande desafio, alguns emuladores foram lançados mas nenhum deles cumpriu a tarefa. Também nesse ano se popularizaram muitos filtros gráficos de interpolação como 2xSAI, Super Eagle, hq3x. Esses filtros melhoravam bastante o aspectos dos jogos que feitos para TVs entrelaçadas ficavam com qualidade ruim em monitores de computador (que são progressivos). Nesse ano surgiram protótipos de emuladores de PlayStation 2, Gamecube e Xbox. Em 2004 um único jogo de Gamecube foi emulado com perfeição, o puzzle Bust-a-Move rodando a 60 fps mostrava que a emulação dele era possível. Nesse ano a Microsoft perseguiu vários projetos de rodar o Xbox em PCs apenas convertendo os executáveis do jogo sem necessidade de emulação. Os projetos foram todos abandonados e a emulação do console nunca teve progresso devido a muitos jogos do console sairem também para PC. Mas o Xbox se firmou como uma grande plataforma de emulação levando muitos fãs de emuladores e comprar o console para apreciar milhares de jogos emulados nele.

A partir 2006 os emuladores de Dreamcast mostraram grande progresso, com Chankast e nullDC com grande compatibilidade e muitos jogos rodando a 30 fps incluindo os maiores sucesso do console como Sonic Adventure e Soul Calibur. Em 2007 a emulação do PlayStation 2 também deu um grande salto mas com uma pequena parte dos jogos emulados - muitos clássicos ainda não funcionam e é preciso um PC de ponta para jogar satisfatoriamente.

Em Wii em 2008 teve grandes avanços na emulação, podendo usar o Wiimote diretamente no PC e com muitos clássicos jogáveis. A emulação é feita pelo Dolphin (originamente um emulador de GameCube) que ganhou versões x64 para aprimorar o desempenho.

Xbox 360 e PlayStation 3 não são emulados e não há protótipos conhecidos mas a história mostra que tem grandes chances de serem emulados no futuro.

0 comentários: